Principal >> Mundo >> Turquia: O número de mortos aumenta em inundações devastadoras

Turquia: O número de mortos aumenta em inundações devastadoras

Inundações repentinas e deslizamentos de terra ceifaram pelo menos 27 vidas no norte da Turquia. Os meteorologistas dizem que a região pode ainda não estar fora de perigo.

Turquia, inundações na Turquia, inundações, Mar Negro, incêndios, Mugla, notícias do mundo, notícias do expresso indiano, expresso indiano, notícias da TurquiaAs autoridades disseram na sexta-feira que o número de mortos aumentou enquanto o presidente turco Recep Tayip Erdogan se prepara para visitar as áreas afetadas. (AP / aliança de imagem)

Cerca de 27 pessoas morreram nas enchentes que varreram a região do Mar Negro da Turquia, disse a agência de desastres do país na sexta-feira.

Vinte e cinco pessoas morreram como resultado das inundações na província de Kastamonu e outras duas pessoas morreram em Sinop, disse a Direcção de Gestão de Desastres e Emergências (AFAD).

A mesma área foi atingida por enchentes semelhantes no ano passado.

As enchentes, o segundo desastre natural a atingir a Turquia neste mês, causaram o caos em várias províncias do norte nos últimos dois dias.

O país já tem lutado contra incêndios florestais em sua costa sul, o que levou a UE a enviar ajuda.

Pelo menos três cidades foram afetadas, com agências de emergência tendo que evacuar mais de 1.700 pessoas das províncias de Bartin, Kastamonu e Sinop.

Casas, pontes e carros também foram varridos. A infraestrutura de energia também foi danificada, deixando cerca de 330 aldeias sem eletricidade.

Serviços de emergência embaralhados

O pesidente turco Recep Tayyip Erdogan, que cancelou as comemorações do 20º aniversário de seu partido no governo, deve viajar para a área.

Ele disse na noite de quinta-feira que pelo menos 4.500 funcionários, 19 helicópteros e 24 barcos estavam envolvidos na operação de busca e resgate.

A agência de desastres do país disse que os corpos das vítimas foram recuperados em Kastamonu e Sinop.

A emissora local NTV mostrou imagens dramáticas de um prédio desabando ao longo de um rio em Kastamonu.

Na província de Bartin, pelo menos 13 pessoas ficaram feridas quando uma ponte desabou. Helicópteros do exército ajudaram a transportar por via aérea dezenas de residentes presos para um local seguro.

Muitas das áreas afetadas ficaram sem energia e a infraestrutura foi danificada. A região está sujeita a fortes chuvas nesta época do ano.

No mês passado, pelo menos seis pessoas foram mortas na província costeira de Rize, que também fica ao longo do Mar Negro.

Inundações e incêndios, um desafio duplo

Os meteorologistas estão prevendo que haverá mais mau tempo chegando antes do fim de semana. O dilúvio veio na esteira do que o governo diz serem os piores incêndios da história do país.

Incêndios florestais devastaram o sudoeste da Turquia, devastando vastas extensões de terra. Pelo menos oito pessoas morreram nos incêndios desde 28 de julho. Os bombeiros conseguiram controlar cerca de 275 incêndios.

Antalya e Mugla foram algumas das cidades mais atingidas, embora 53 províncias da Turquia tenham sido afetadas.