Principal >> Aprendendo >> Eid al-Adha 2019: Como explicar o festival para as crianças

Eid al-Adha 2019: Como explicar o festival para as crianças

Eid al-Adha 2019: Eid al-Adha é um lembrete simbólico do que ocorreu 4.000 anos atrás; isso demonstra que o sacrifício de um pequeno grupo de pessoas pode criar um novo começo para toda a humanidade.

Eid al-Adha 2018: Como explicar o festival para as criançasEid al-Adha 2018 (Fonte: Dreamstime)

Eid al-Adha 2019: Pedimos O estudioso islâmico Maulana Wahiduddin Khan para nos falar sobre o significado de Bakrid, o festival do sacrifício.

O que é Bakrid? Quando é celebrado?

O nome religioso de Bakrid é Eid al-Adha, que significa o festival do sacrifício. É celebrado todos os anos em Dhul Hijja, o último mês do calendário islâmico (um calendário lunar que consiste em 12 meses em um ano de 354 dias).

Como você deseja a alguém neste dia?

Neste dia, as pessoas dizem umas às outras, Eid Mubarak! Isso significa: Que você tenha um Eid abençoado! Também pode significar: Um Eid feliz para você!

No dia do Eid al-Adha, os muçulmanos saem de suas casas, reúnem-se em um local de culto e interagem com outras pessoas. Durante todas essas atividades, eles sempre cumprimentam as pessoas com as seguintes palavras: Assalamualaykum - Que a paz esteja com você! Em sua oração no Eid al-Adha e em suas orações diárias, os muçulmanos sempre concluem dizendo: Assalmualaykumwarahmatullah —Que a paz e as bênçãos de Deus estejam com você! Quando eles proferem essas bênçãos, eles viram suas cabeças para a direita e para a esquerda. Ao fazer isso, eles transmitem a mensagem de paz a toda a humanidade em todo o mundo.

Qual é a história de Eid al-Adha ou Bakrid que se pode contar às crianças?

A história de Eid al-Adha é que o Profeta Abraão teve um sonho em que estava sacrificando seu filho, Ismael. Abraão, um grande crente em Deus, levou seu sonho ao pé da letra e quis sacrificar seu filho, que tinha cerca de 10 anos na época. Mas, de acordo com a tradição, o Deus Todo-Poderoso enviou seus anjos e pediu-lhe que sacrificasse um animal em vez de seu filho. O verdadeiro sacrifício de acordo com o planejamento de Deus, foi que Abraão teve que estabelecer seu filho junto com sua mãe, perto de Meca, que naquela época não era nada além de um vasto deserto. Esse tipo de assentamento exigiria grande sacrifício por parte desta família. Porém, o assentamento desta pequena família no deserto foi o início de uma nova fase. Depois que alguns anos se passaram, uma caravana passou e Ishmael se casou com uma garota daquela caravana. Este foi o início de uma nova geração chamada Ismaelitas. Deus deseja que uma nova geração de pessoas cresça no ambiente da natureza para que essas pessoas sejam desprovidas da corrupção e das imoralidades que são encontradas em pessoas que vivem em cidades e se tornam materialistas. Foi nesta geração posterior que o Profeta Muhammad nasceu. Além disso, nessa geração de pessoas, o Profeta encontrou muitos Companheiros e seguidores que aceitaram sua mensagem e, juntos, esse grupo deu início a uma revolução pacífica no mundo.

Eid al-Adha é um lembrete simbólico do que ocorreu há 4.000 anos; isso demonstra que o sacrifício de um pequeno grupo de pessoas pode criar um novo começo para toda a humanidade.

Estudioso islâmico, Maulana Wahiduddin KhanEstudioso islâmico Maulana Wahiduddin Khan

Quantos dias isso dura?

Eid al-Adha marca o último dia do Hajj, a peregrinação anual que os muçulmanos devem fazer a Makkah uma vez na vida. Alguns muçulmanos observam este Eid por três dias.

Como é diferente do Eid?

Eid al-Fitr significa o festival da quebra do jejum e é celebrado no final do Ramadã, o nono mês do calendário islâmico. Também neste festival, como no Eid al-Adha, os muçulmanos oferecem duas unidades de oração congregacional, visitam seus vizinhos, familiares e amigos e trocam doces e presentes. Porém, não há sacrifício do animal, como acontece no dia do Eid al-Adha. Isso diferencia os dois festivais.

Você pode nos contar sobre o ritual de sacrifício? É obrigatório? O que o Alcorão diz?

Eid al-Adha significa literalmente o Eid do sacrifício. Os muçulmanos sacrificam um animal neste dia, um sacrifício simbólico que nos lembra do verdadeiro sacrifício exigido ao longo da vida. Este sacrifício é de nossas emoções negativas, como malícia, ódio, negatividade e orgulho. O sacrifício do animal não se limita a sacrificar fisicamente um animal, mas deve produzir sentimentos espirituais profundos na pessoa. Ele deve pensar que também deve sacrificar sua atitude negativa e outros hábitos errados por amor a Deus. Então, basicamente, o ato de sacrifício animal simbolizou o sacrifício de si mesmo. Ao fazer tal sacrifício, o crente indica sua disposição de abandonar tudo por Deus.

Sobre o sacrifício de animais, o Alcorão diz: Sua carne e sangue não chegam a Deus: é a sua piedade que O alcança. (22:37) Isso implica que simplesmente sacrificar o animal sem observar o espírito por trás desse ritual é inútil. É preciso aderir e adotar o espírito por trás desse ritual, que é ser espiritual, piedoso e justo na vida.

Existem variações entre as diferentes escolas de pensamento entre os muçulmanos sobre o sacrifício. A escola de pensamento Hanafi, predominante no subcontinente indiano, considera-o obrigatório ou essencial. No entanto, a maioria considera-o um bom ato voluntário, mas não uma obrigação.

Quais são as práticas que o tornam significativo?

Basicamente, duas práticas são realizadas pelos muçulmanos no dia de Eid al-Adha: a oração congregacional na mesquita e o sacrifício de um animal. Essas duas práticas refletem o espírito básico da ocasião, uma combinação de dois estados mentais importantes - espiritualidade e dedicação. A oração é uma expressão de espiritualidade e o sacrifício é uma expressão de dedicação.

A carne do animal sacrificado é preferível para ser dividida em três partes. A família retém um terço da parte; outro terço é dado a parentes, amigos e vizinhos; e o terço restante é dado aos pobres e necessitados. Embora a divisão seja puramente opcional, em que toda a carne pode ser mantida consigo ou pode ser dada aos pobres ou necessitados.

Quais são as lições a aprender com Bakrid? Alguma mensagem para as crianças?

Uma das maiores necessidades da humanidade é a promoção da fraternidade entre os diferentes grupos da sociedade. Eid fornece uma dessas ocasiões. No dia do Eid as pessoas se encontram, se cumprimentam, trocam presentes e doces. Este é um momento em que pessoas de diferentes religiões e origens se reúnem, interagem entre si e desenvolvem solidariedade entre si. Este é um dos meios muito importantes para promover a paz, a harmonia e a convivência na sociedade.