Principal >> Saúde >> 7 precauções a serem tomadas por uma paciente com gravidez de alto risco

7 precauções a serem tomadas por uma paciente com gravidez de alto risco

Aceitar sua condição é o primeiro passo para lidar com uma gravidez de alto risco.

Saúde materna, impacto de Covid na saúde materna, pandemia de Coronavirus, painel de discussão de Pune sobre saúde materna, Impacto oculto das mulheres, Maternidade, notícias de Pune, expresso indianoTreze por cento das mulheres em idade reprodutiva - 15-49 anos - na Índia têm uma necessidade não atendida de planejamento familiar. (Foto: Getty / Thinkstock)

Por Dr. Gandhali Deorukhkar

Dado o estilo de vida e a cultura de trabalho atuais, muitas mulheres estão passando por gestações de alto risco. Se você tem uma gravidez de alto risco, a montanha-russa emocional faz parte do pacote. Embora a ansiedade e o estresse sejam inevitáveis, não há realmente nenhuma necessidade urgente de ficar muito preocupada com sua gravidez de alto risco. Com o desenvolvimento de incríveis instalações médicas e cuidados pré-natais regulares, você pode ter um bebê saudável com um resultado seguro, apesar do alto risco.

Aqui estão 7 precauções que você precisa seguir para ter um bebê saudável.

  1. Aceitação

Aceitar sua condição é o primeiro passo para lidar com uma gravidez de alto risco. Saber que você tem que lidar com uma gravidez de alto risco a torna mais consciente e mais bem preparada. Você sabe no que está se metendo. Você entende bem todas as complicações essenciais. Se você permanecer na negação, não poderá julgar os sinais de alerta e perderá o tratamento essencial.

  1. Confiar

A chave para lidar com uma gravidez de alto risco é confiar em seu médico. Tenha fé em seu médico que ele deseja o melhor para você e aconselhará o mesmo. Ler artigos na Internet ou ouvir outros familiares e amigos dando conselhos não solicitados só vai piorar as coisas. Você precisa ouvir apenas o especialista. Evite ler informações desnecessárias online e pare de confundir sua mente. A melhor opção é ter todas as suas dúvidas resolvidas pelo próprio ginecologista.

TAMBÉM LEIA|Qual é a idade ideal para ter um filho?

  1. Consistência

Seja consistente com seu plano de manejo. Tome seus remédios na hora certa. Não perca nenhum dos suplementos. Todos são essenciais e críticos para o crescimento de seu bebê saudável. Em caso de quaisquer efeitos colaterais adversos, informe o seu médico imediatamente. Não hesite em consultar o seu médico para qualquer reclamação. Forneça um histórico detalhado de todos os problemas que você enfrenta em sua gravidez de alto risco.

  1. Controle estrito

A dieta é uma parte essencial de um estilo de vida saudável. Dada a sua gravidez de alto risco, é ainda mais necessário seguir uma dieta saudável. Não ceda a todos os seus desejos. Moderação é a chave. Controle o tamanho da porção e limite a ingestão de alimentos gordurosos e com açúcar. A comida lixo está completamente fora de questão. No caso de você ter condições como diabetes gestacional, pode ser necessário abandonar totalmente o açúcar. Mulheres com hipertensão durante a gravidez, que é conhecida como eclâmpsia e pré-eclâmpsia, precisam ter cuidado com a ingestão de sal. Você também pode ser aconselhado a repouso absoluto devido à gravidade de sua condição. Portanto, é melhor seguir um plano de dieta rigoroso para evitar todos os sabores adicionados de sal e açúcar.

TAMBÉM LEIA|Dicas para gravidez: bloqueio das trompas de Falópio e seu impacto na fertilidade

  1. Regime de exercícios

O exercício ajuda seu corpo a ficar em forma mental e fisicamente. Mas se você foi diagnosticado com uma gravidez de alto risco e está sofrendo de uma placenta baixa, é aconselhável não fazer ioga e exercícios pré-natais. Consulte o seu ginecologista sobre os exercícios que são permitidos para o seu caso e acompanhe-os ao T.

  1. Vigilância

Conheça bem os seus sintomas. Entenda os efeitos colaterais e sintomas de quaisquer complicações que possam surgir, para que você esteja melhor preparado para informar seu médico imediatamente. Se houver qualquer tipo de mancha ou sangramento ou qualquer dor repentina com a diminuição dos movimentos do bebê, informe ao seu ginecologista imediatamente. Dessa forma, você pode evitar todas as complicações em um estágio anterior.

TAMBÉM LEIA| Falha recorrente de fertilização in vitro: o que você precisa saber

  1. Prontidão

Esteja preparado com todos os itens essenciais necessários para o pós-entrega. Faça as malas do hospital com antecedência, pois você nunca sabe quando terá uma gravidez de alto risco. A maioria dos casos tem um plano de parto proativo pronto. Mas, em caso de emergência, você está pronto e pronto para ir sem o incômodo de fazer as malas no último minuto.

Mais importante ainda, tenha um forte sistema de suporte com você. Você precisa de alguém com quem possa se comunicar e compartilhar todas as suas preocupações. Eles só precisam estar presentes para ouvi-lo e ajudá-lo a ficar calmo e relaxado. Ouça seu corpo e seu bebê. Eles o guiarão na direção certa. Faça consultas regulares ao ginecologista e tire todas as suas dúvidas. Fique feliz e continue sorrindo para uma gravidez saudável e um parto sem complicações. Lembre-se de que uma gravidez sem estresse é uma gravidez feliz.

(O escritor é ginecologista, Wockhardt Hospital, Mumbai Central)